Paul McCartney fez um acordo confidencial para resolver uma ação civil contra a Sony/ATV Music, na qual reclamava os direitos autorais de músicas dos Beatles.

O acordo, que foi revelado na quinta-feira em documentos registrados na Corte Distrital de Manhattan, encerra o esforço preventivo do músico de 75 anos para garantir que os direitos autorais, que já pertenceram a Michael Jackson, sejam dele a partir de outubro de 2018.

O juiz distrital Edgardo Ramos assinou uma ordem anulando o caso, mas concordou em reanalisá-lo no caso de uma contestação.